Papex não está mais sozinho


07 Julho 2021

O mascote da Pex foi criado em junho de 2003 para ilustrar as publicações internas da Pex. Antes dele, a gráfica já tinha desenvolvido artes de uma impressora simpática e até um cartão de visitas animado, mas ainda não os considerava como mascotes.
 
Com a criação do Papex começou uma nova época nas campanhas de marketing.  Logo em dezembro de 2003, o mascote apareceu na campanha de Natal e, por vários anos seguidos, ele continuou desejando boas festas aos clientes.  O Papex também apareceu nos e-mails informativos da empresa por mais de um ano e em outras campanhas, como as de aniversário da empresa ou datas especiais. “Em determinado momento, o Papex acabou ficando ausente e a ter menos participação nos materiais de divulgação da Pex. Não foi planejado, apenas aconteceu”, explica Glaucia do marketing. 
 
 
 
 
Com o crescimento das redes sociais e a participação da Pex nestes meios, a figura do Papex foi pensada como um bom recurso para dar uma leveza para as postagens. “Com esse resgate, solicitamos ao Cláudio Dias, designer da Pex, atualizar a figura do mascote com os novos recursos disponíveis”, conta Glaucia.
 
Assim, o Papex voltou a ter uma conexão maior e representar o lado mais brincalhão e bem humorado da empresa. Neste último dia 12 de junho, ele ganhou uma namorada para caminhar junto com ele. Para dar mais personalidade a personagem, aconteceu uma votação nos stories do Instagram da Pex para escolher o nome para ela. Ana Cartolina recebeu o maior número de votos, sem hipótese para o nome concorrente de Resminha.
 
Agora só aguardar as aventuras destas duas figuras simpáticas pelo mundo das artes gráficas.
 





Precisando de um Orçamento

ENTRE EM CONTATO